Richester

COM QUANTOS CORAÇÕES SE FAZ UMA PAIXÃO?

Richester é uma história de paixão. Certa vez, Francisco Ivens Dias Branco contava os dias para visitar um de seus filhos. Já fazia um bom tempo que o jovem se dedicava aos estudos no interior de São Paulo. Em breve haveria um curto período de férias, curto demais para ele retornar para sua cidade, mas suficiente para receber a visita do pai. O pai, um apaixonado de plantão, desejava fazer algo especial para essa ocasião. Só que não sabia bem que tipo de coisa seria capaz de representar seu sentimento. Então começou a buscar respostas e foi no fundo da caixinha de lembranças que encontrou a solução. Ao revisitar as paixões de sua vida percebeu uma coisa importante. Fazia muito tempo que não viajava sem sua querida mulher Consuelo. Reviveu na memória o momento de quando se conheceram. Paixão arrebatadora, do tipo que ouriça a pele e arrepia o pelo. Esse sentimento frutificou as paixões de sua vida, seus cinco filhos. Então Ivens estava lá, no meio de uma viagem, com o livro repousado sobre o colo enquanto pensava na vida e bem nessa hora – BANG! – sentiu a inspiração bater forte no peito! Tinha que criar um produto que expressasse toda essa pulsação. Assim nasceu Richester, uma marca que carrega uma dose extra de paixão. A pulsação que bateu com tanta vontade que dobrou o coração. Assim que decidiu, estava decidido! Ivens, que é intenso demais para ser previsível, surpreendeu até quem o conhecia desde a infância. Numa espécie de rompante passional, voltou para casa e convidou sua mulher Consuelo para uma viagem pelos sabores. Assim passaram dias visitando lugares e experimentando ingredientes. Não havia planejamento, apenas uma ideia, ou melhor, um sentimento de pura paixão. Já que Ivens sempre gostou de inventar receitas e inovar em seus produtos, deixou a intuição guiar as combinações de ingredientes e formas de preparo. Guiados pelo coração, os dois se aventuraram em sensação até que deram forma ao primeiro Richester. Antes mesmo da primeira mordida, Ivens ficou fascinado com a apresentação, o aroma, a textura… Quem sabe do que eu estou falando, e estou falando de paixão, sabe que é essa coisa misteriosa e arredia que não pode ser contida. Uma paixão que transborda do peito não iria parar por aí. Dito e feito. Ivens começou a fazer novas receitas para cada uma de suas paixões: Graça, Ivens Jr., Regina, Marcos, Cláudio, além de todos os netos. E assim surgiram as submarcas Superiore, Amori, Escureto e Animados Zoo. Ainda hoje, com um pouco mais de três décadas depois da primeira fornada, Ivens continua levando seus biscoitos sempre vai visitar alguém. O tempo consolidou essa história que preserva o espírito de Richester, com aquela dose a mais de intensidade que toda paixão deve ter.